>> Origem da Raça Rhodesian Ridgeback

Esta raça teve início na região do Zimbabwe na antiga Rodésia, no século XVI, surgindo através do cruzamento de várias raças provenientes da Europa, com os cães de um povo nômade que se originou na Etiópia séculos antes de serem encontrados pelos europeus no sul da África; mais conhecidos como Khoikoi os Hottentots.

O povo possuia um "tipo" de cão com algumas peculiaridades, conhecidos como Ridge Dogs. Notava-se serem semi-selvagens, possuiam tamanho regular, orelhas de porte alto e uma inversão de pêlo no dorso, além de terem um temperamento nocivo e características de guarda e caça.

Os colonizadores europeus quando emigraram para a África do Sul nos séculos XVI e XVII, trouxeram consigo seus cães de raças diversas como Dinamarquês, Greyhound, Pointer, Sabujo, Terrier, Mastim, Collie e Bulldog e com a chegada desses animais foi propiciado os cruzamentos necessários para se chegar à raça conhecida como Rhodesian Ridgeback, também chamada de African Lion Hound.

São mistas as contribuições para a aprovação da raça Rhodesian.

Nos cães africanos da raça Ridgeback pode ser observada a crista nas costas; já nas raças européias podemos observar o tamanho e a estrutura dos Dinamarqueses e Mastins, a agilidade dos Pointers, Collies e Galgos, o faro dos Sabujos e Pointers, o poder de mordida dos Bulldogs e Irish Terriers, a velocidade dos Greyhound e a cor dos Setter Irlandês.