>> Opinião LV

Tenho uma tese de que todos os animais de caça acabam por adquirir características de sua presa.

Exemplo, os Whippets são exatamente como lebres, na maneira de andar na semelhança de suas patas e posição de suas orelhas.

Os Rhodesianos vêem confirmar essa minha forma de pensar, pois seu comportamento é exatamente como o dos leões. Eles caminham como os leões, mantêm suas cabeças baixas como fazem esses felinos. Sua crista (seta invertida de pelos em seus dorsos) começam e terminam exatamente onde começam as cristas dos leões com a diferença que a crista dos leões termina onde nasce a juba, porém nas leoas é facilmente vista a semelhança.

Na maneira de se deitar, na forma como ficam em atenção, o trabalho de ataque em matilha, o comportamento em grupo, enfim, tudo nos faz lembrar o rei dos animais.

A rusticidade dessa raça, nos coloca de frente ao que agora estou considerando o melhor cão rural que já pude ter contato.

São extremamente inteligentes, capazes de aprender qualquer função com uma rapidez impressionante. São absolutamente fiéis, dóceis e ao mesmo tempo excelentes cães de guarda.

Os meus não só aprenderam a função de juntar gado, como não avançar nas aves e aceitar os gatos, dormindo inclusive juntos.

São de uma rusticidade impressionante e completamente destemidos.

Até um ano de idade vc tem que se preparar para seus excessos de vitalidade, porém depois disso são verdadeiros lordes ingleses. Calmos, tranqüilos e silenciosos.

Não aconselho ninguém criar Rhodesianos sem espaço e sem contato direto permanente, com carinho e atenção necessárias para se criar um animal seja ele qual for.

Tenho preferência pelos vermelhos, mas são perfeitamente aceitos os mais claros e mais escuros.

Gosto mais dos de focinho vermelho como o total do corpo, embora os de focinho pretos sejam comuns.

Lúcia Veríssimo